Mochilão pela América do Sul: 3 dicas de roteiro

Quer viajar, mas não pode ficar muito tempo fora e nem gastar demais? Hora de concretizar o sonho de fazer um mochilão pela América do Sul. Vasto, repleto de paisagens exuberantes e moradores simpáticos, o continente tem inúmeros atrativos.

Um dos primeiros pontos positivos da América do Sul é a facilidade de acesso. Para percorrer os países do território, brasileiros não precisam de visto. Outra vantagem é o câmbio favorável. As moedas de nossos vizinhos não pesam tanto sobre o real – como no caso do euro ou do dólar -, e algumas têm cotação até mais baixa.

Então, já ficou contagiado com a ideia de um mochilão pela América do Sul? Hora de montar seu itinerário. A seguir, entregamos as melhores dicas de roteiro.

Salar de Uyuni
Salar de Uyuni, na Bolívia, é a maior planície de sal do mundo. Foto: iStock, Getty Images

3 alternativas para seu mochilão pela América do Sul

Para você concretizar uma viagem pela América do Sul, selecionamos aqui três opções de passeios por diferentes países. Descubra o que cada um oferece e escolha o seu preferido:

1.  Argentina e Uruguai

Montevidéu
Capital do Uruguai, Montevidéu é uma cidade encantadora. Foto: iStock, Getty Images

Estes dois países latinos não fazem fronteira, mas têm caminhos bem simples. Com apenas um voo – sem necessidade de conexão – você chega às capitais de ambos com tranquilidade. Outra alternativa é fazer uma charmosa travessia de barco. Que tal?

A dica é começar a viagem por Buenos Aires. Lá, você pode aproveitar atrações como as noites de tango e conhecer pontos turísticos como a Casa Rosada e o Puerto Madero. Da capital argentina, a sugestão é cruzar o Rio da Prata rumo ao Uruguai, parando em Colônia do Sacramento – uma charmosa cidade toda em estilo colonial – após cerca de uma hora de viagem.

Depois de passar a noite em Colônia, pegue um ônibus até Montevidéu, a capital do Uruguai. Lá, você vai encontrar pontos turísticos charmosos e históricos, como a Praça Independência e o Teatro Solis.

À beira do Rio da Prata, é possível contemplar um lindo pôr do sol. Em território uruguaio, o visitante também pode encerrar a viagem percorrendo belos balneários, como Punta Del Este. Todo o trajeto pode ser feito em cerca de 10 dias.

2. Colômbia e Equador

Bogotá
Bogotá é a capital e a maior cidade da Colômbia. Foto: iStock, Getty Images

Neste roteiro, fica a seu critério escolher um dos países como ponto de partida e outro de chegada. Começando pela Colômbia, a dica é visitar Bogotá e contemplar pontos turísticos como o Museu do Ouro e a Catedral Principal de Bogotá. Depois, pegue um ônibus rumo a Medellín. O trajeto dura, em média, nove horas.

Em Medellín, aproveite para visitar o parque Bolívar e a Catedral Metropolitana. Depois, estenda o trajeto até o litoral de Cartagena das Índias – são 13 horas de ônibus – onde é possível tomar banho no mar caribenho. Aí termina seu roteiro pela Colômbia: hora de pegar um voo até o Equador.

Quando chegar ao país – um dos mais baratos da América do Sul – conheça a cidade de Quito, cercada de belezas naturais, a exemplo do Parque Nacional Cotopaxi e do vulcão Quilotoa. O roteiro ainda pode incluir cidades como Cuenca, Otavalo e Ilhas Galápagos. Em cerca de duas semanas, você completa o trajeto.

3. Peru, Bolívia e Chile

La Paz
La Paz, na Bolívia, é a capital mais alta do mundo. Foto: iStock, Getty Images

Para os aventureiros, este é o roteiro ideal. Repleto de trilhas, ele deve iniciar em Cusco ou Lima, no Peru. A partir dessas cidades, a dica é percorrer os recantos peruanos do Vale Sagrado dos Incas e seus arredores. Uma possibilidade consiste em ir de ônibus até Puno – em uma viagem de oito horas – onde fica o Lago Titicaca, um dos cartões postais do sul da América.

De lá, é possível um ônibus rumo à Bolívia. O trajeto até La Paz dura oito horas e pode ter paradas especiais em Copacabana e no Mercado das Bruxas, ponto de comércio de peças de artesanato andino. Depois de explorar a cidade, siga de carro, trem ou ônibus até o Salar de Uyuni: a maior planície de sal do mundo inteiro.

O destino final do roteiro é San Pedro do Atacama, no Chile. A partir de lá, você pode conhecer diversas regiões turísticas, como o Valle de la Luna e as Lagunas Altiplânicas. A volta ao Brasil pode ser feita através de Santiago.

É possível concluir o roteiro em cerca de duas a três semanas, mas quanto mais tempo você tiver disponível, melhor poderá explorar as diferentes áreas.

Mochilão pela América do Sul: recantos imperdíveis

Culturalmente rico e exuberante, o continente sul americano tem vários cenários de tirar o fôlego. Como todos os roteiros podem ser flexibilizados de acordo com os locais que você deseja conhecer, separamos aqui mais alguns recantos paradisíacos que podem entrar no seu mochilão.

Confira as sugestões:

Marble Caves – Chile

Marble Caves
Marble Caves. Foto: iStock, Getty Images

Situadas em Puerto Rio Tranquilo – sul do Chile – as Marble Caves são cavernas de mármore esculpidas pela força do vento e das águas do rio, após erosões de milhares de anos.

El Calafate – Argentina

El Calafate
El Calafate. Foto: iStock, Getty Images

El Calafate é uma cidadezinha localizada na província de Santa Cruz, Argentina, perto da fronteira com o Chile. É circundada pelo Parque Nacional Los Glaciares, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Los Roques – Venezuela

Los Roques
Los Roques. Foto: iStock, Getty Images

O Arquipélago de Los Roques é composto por um conjunto de ilhas nas Pequenas Antilhas, com uma superfície estimada de 40,61 km². Situado a cerca de 170 quilômetros da costa do país, ele fica em pleno mar do Caribe.

Ilha Galápagos – Equador

Ilha Galápagos
Ilha Galápagos. Foto: iStock, Getty Images

Este arquipélago, situado a cerca de mil quilômetros da costa da América do Sul, é composto por um grupo de 13 ilhas principais e dezenas de outras ilhotas no Oceano Pacífico. Preserva espécies como iguanas, tartarugas-gigantes e leões-marinhos.

E aí, gostou das dicas de roteiros para fazer um mochilão pela América do Sul? Já conheceu algum desses pontos turísticos? Comente!

Deixe uma resposta