5 pontos turísticos de Berlim que precisam entrar no roteiro

Para os fãs de história, os pontos turísticos de Berlim são imperdíveis. O coração da Alemanha preserva memórias de um passado de guerras, mas também exala cultura e arte por todos os cantos. A capital alemã provoca em seus visitantes um misto de sensações a todo instante – é exatamente isso que a torna tão especial. ❤️

Se você não tem a mínima ideia do que vai encontrar na lendária Berlim, não se preocupe: difícil é dar conta de tudo o que há para se ver lá. Atrações não faltam, incluindo museus, parques, monumentos, memoriais, jardins, mercados, feiras e por aí vai. São necessários, pelo menos, quatro dias para explorar a metrópole.

Preparado para conhecer os pontos turísticos de Berlim que não podem faltar no seu itinerário? 🇧🇪

Brandemburgo
Portão de Brandemburgo já foi símbolo de segmentação de Berlim. Foto: iStock, Getty Images

Pontos turísticos de Berlim: top 5

É claro que uma cidade tão grande e histórica não se resume a apenas cinco atrações turísticas. Mas, se você dispor de poucos dias para visitar Berlim e precisar ser seletivo, certifique-se de incluir estes locais em seu roteiro:

Portão de Brandemburgo

Um símbolo não só da capital, mas de toda a Alemanha. O Portão de Brandemburgo é o mais famoso ponto turístico de Berlim. Foi construído originalmente entre 1788 e 1791, por ordem do rei Friedrich Wilhelm II, da Prússia. Durante a Segunda Guerra Mundial, foi muito danificado e, no pós-guerra, ainda se tornou símbolo da segmentação entre Berlim Ocidental e Berlim Oriental.

Em 1961, quando foi erguido o Muro de Berlim, o acesso ao Portão de Brandemburgo foi bloqueado para grande parte da população da Alemanha: somente os soldados da Alemanha Oriental tinham permissão para se aproximar dele. Foi só com a queda da parede, em 1989, que ele voltou a ser um símbolo democrático alemão.

Estar aos pés do Portão de Brandemburgo é como respirar história.

Memorial do Holocausto

Embora tenha uma atmosfera pesada, o Memorial do Holocausto é outro ponto turístico indispensável para quem almeja a sensação de viajar ao passado e sentir na pele o peso da história. O monumento foi erguido em 2005 e é constituído por 2.711 blocos de concreto cinza, de diferentes tamanhos, mas paralelos. Eles estão espalhados por uma área de 19.000 m².

Os blocos têm diferentes tamanhos e uma forte simbologia: o objetivo é lembrar os 6 milhões de judeus vítimas do Holocausto na Segunda Guerra. A arquitetura do monumento se propõe, justamente, a causar uma sensação de desconforto e desnorteamento no visitante.

Reichstag

Uma das construções mais importantes de Berlim, a Reichstag é a casa do Parlamento Alemão – e faz parte da história da cidade. O prédio foi erguido entre 1884 e 1894 e, desde então, veio sobrevivendo a importantes acontecimentos dramáticos da história da Alemanha, como um incêndio em 1933 e a própria Segunda Guerra Mundial.

Além de histórico, o Reichstag é um espetáculo arquitetônico: ao visitar, repare bem na fachada com as inscrições “Dem deutschen Volke” (Para o povo alemão”), na cúpula de ferro e na vidraçaria projetada pelo arquiteto inglês Norman Foster. Também vale a pena fazer uma visita pelas dependências do local: do alto, é possível ter uma visão panorâmica linda da capital alemã.

Catedral de Berlim

Em alemão chamada de Berliner Dom, a Catedral de Berlim é outro cartão-postal da cidade. Na área central da capital, ela exala a imponência de um prédio que sobreviveu aos tempo: foi erguida ainda durante o reinado do último imperador da Alemanha, Wilhelm II. Sua arquitetura é completamente inspirada na alta renascença italiana e a cúpula é uma de suas marcas mais famosas.

A Catedral de Berlim abriga riquezas de valor inestimável, como os túmulos em ouro de antigos monarcas alemães: o rei Friedrich I e Sophie Charlotte, por exemplo. Se você tiver fôlego, vale subir os 270 degraus do templo religioso para desfrutar de uma visão panorâmica de Berlim do alto da cúpula.  

Memorial do Muro de Berlim

Contemplar um pedacinho do Muro de Berlim, que dividiu não somente a Alemanha, mas praticamente todo o mundo durante a Guerra Fria, é uma experiência indispensável para quem visita a capital da Alemanha. Na rua Bernauer, onde fica o Memorial do Muro de Berlim, é possível ver a parte mais preservada que restou da estrutura de concreto.

O local ainda é rodeado por monumentos – como a Capela da Reconciliação e o Centro de Documentação -, que recontam as histórias de vida que cercaram o muro, incluindo as famílias que foram separadas e as pessoas que morreram na tentativa de cruzá-lo. Mais um ponto turístico histórico incrível que a capital alemã resguarda.

Pontos turísticos de Berlim além da rota tradicional

Se você já visitou a capital da Alemanha e explorou os pontos turísticos comuns que citamos, agora é hora de ir além. Que tal montar um roteiro personalizado com foco na cultura, por exemplo? Aproveite para conhecer museus como o Neues Museum (que abriga famoso busto da rainha egípcia Nefertiti) e a Alte Nationalgalerie, com arquitetura completamente inspirada nos antigos templos gregos?

Na rota cultural, vale a pena incluir museus como Deutsches Historisches Museum que, em seu acervo com mais de 8 mil objetos, reproduz a história da capital alemã. Já o Museu Judeu é inteiramente dedicado a contar a trajetória do judaísmo e sua influência na Alemanha. Uma forma interessante de conhecer e entender melhor o passado.

Por fim, há muitos outros spots interessantes que podem ser visitados em Berlim: a Alexanderplatz, onde ocorre a Oktoberfest, a Potsdamer Platz, o Palácio de Charlottenburg e o Treptower Park são alguns deles. Monte o seu roteiro e boa viagem. 😀

E aí, curtiu nossas dicas de pontos turísticos de Berlim? Quais deles você quer visitar ou já conheceu? Deixe um comentário!


Deixe uma resposta