Destino imperdível: 4 razões para visitar as ilhas de Galápagos

A chegada de Darwin às terras isoladas das Ilhas de Galápagos, a cerca de 1000 km da costa do Equador, mudou os rumos da história da humanidade. Foi lá que ele contemplou inúmeras espécies de animais e fundamentou sua Teoria da Evolução. O mais incrível é que, nas ilhas da região, até hoje vivem bichos exóticos em um recanto paradisíaco da natureza. 🐢💦

Se você faz questão de passar as férias em um refúgio ecológico com praias azuis de águas cristalinas e areia branca fofinha, vale a pena apostar em Galápagos. O local, considerado Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera da Unesco, é um verdadeiro refúgio não dominado pelo homem.

Ainda não está convencido de que visitar as Ilhas de Galápagos é uma boa ideia? Então preste atenção na lista a seguir: ela vai fisgar você rapidinho. 😉

Galápagos
Galápagos é uma opção de destino excêntrico em meio à natureza. Foto: iStock, Getty Images

Ilha de Galápagos: 4 motivos para conhecer

Veja mais um pouquinho sobre o que o visitante encontra em Galápagos:

1. Praias virgens intocadas

Praia Galápagos
Já imaginou disputar um lugar na areia com simpáticos leões-marinhos? Foto: iStock, Getty Images

Turismo ecológico é o que não falta nas ilhas de Galápagos. As ilhas abrigam faixas de areia que contrastam com os tons de azul impressionantes do mar, além de animais exóticos que se espalham pela costa. Uma das praias mais populares é a Baía Tortuga, próxims do centro de Puerto Ayora, na ilha Santa Cruz.

Para chegar lá, o turista percorre uma trilha de 2,5 km de extensão em meio ao verde. Pode acreditar: o passeio vale a pena.

2. Animais exóticos (e fofos)

Tartaruga Gigante
Tartaruga Gigante em Galápagos. Foto: iStock, Getty Images

Nas ilhas de Galápagos ficam alguns dos animais mais exóticos do mundo, como as tartarugas gigantes, as iguanas terrestres, gansos patolas de patas azuis e simpáticos leões-marinhos. Mesmo que algumas espécies estejam em extinção, a colonização tardia da região ainda permite um contato mais próximos com a fauna. Uma experiência única.

Vale lembrar que em Galápagos também fica uma Reserva Marinha, com área equivalente à metade da superfície terrestre do Equador. Ali, todos os anos, chegam visitantes como lobos marinhos, aves domésticas e milhares de peixes.

3. Passeios em meio aos vulcões

Vulcões em Galápagos
Para os mais aventureiros, trilha em meio aos vulcões é atração de Galápagos. Foto: iStock, Getty Images

Muitas pessoas não sabem, mas Galápagos abriga diversos vulcões – inclusive alguns em atividade. Se você gosta de aventura – e tem fôlego – vale a pena percorrer as trilhas que levam ao Volcán Chico e ao vulcão Sierra Negra.

Nas ilhas de Galápagos também ficam monumentos impressionantes como o Muro de las Lágrimas, na Ilha Isabela, uma antiga colônia penal feita com lava vulcânica. Isso sem falar nos impactantes túneis subterrâneos de lava, em Santa Cruz. São passeios que fogem do tradicional. 

4. Mergulhos incríveis

Mergulho em Galápagos
Já imaginou explorar de perto a vida marinha de Galápagos? Foto: iStock, Getty Images

Fazer um mergulho em Galápagos e explorar a intensa vida marinha no local é uma experiência que permanece na lembrança. Já imaginou contemplar os cardumes de peixes, enquanto nada junto com leões marinhos e tartarugas? Que tal absorver o show de cores e contrastes no fundo do mar? Fica a dica.

O que levar na mala para as Ilhas de Galápagos?

Ficou convencido a visitar Galápagos? Então é hora de fazer as malas. Preparar a bagagem para visitar um lugar tão diversificado, que abriga desde praias até trilhas vulcânicas, pode ser desafiador. Especialmente para quem aproveita o destino na América do Sul para visitar ainda outros países próximos do continente.

Nossa dica é: tente levar o menor número de peças possível, principalmente por conta das limitações de peso da bagagem impostas pelas companhias aéreas que fazem o trajeto entre Quito ou Guayaquil e o arquipélago. São no máximo 20 kg.

Portanto, seja categórico: opte por levar peças confortáveis para as trilhas, além de boné e protetor solar, e não esqueça a roupa de banho. À noite, costuma ser friozinho em Quito, afinal a cidade fica a 2.820 m acima do nível do mar. Não esqueça o casaquinho.

Gostou das nossas dicas para conhecer as Ilhas de Galápagos? Vai apostar no destino para a próxima viagem? Já foi para lá? Deixe um comentário! 😊


Deixe uma resposta