Roteiro na Europa: 4 dicas para desbravar o leste

Como não amar o velho mundo? Basta montar um roteiro na Europa para explorar diferentes países culturalmente ricos e cheios de história. Uma dica é conhecer a parte leste do continente, onde há opções de turismo bem em conta.

Para ajudar na tarefa, nós elaboramos um trajeto por quatro países: Hungria, Polônia, Áustria e República Tcheca, através dos quais você pode se locomover com meios de transporte terrestres – trem ou ônibus. A seguir, vamos demonstrar as opções de cidades para visitar e os custos para se locomover entre elas.

Preparado para conferir um roteiro na Europa que cabe no seu bolso? Descubra a seguir.

Roteiro na Europa para explorar o leste

O Leste é o melhor caminho para quem quer descobrir uma Europa cheia de história sem sofrer tanto com o orçamento. Nessa região, estão alguns dos países mais baratos do continente. E muitos deles merecem a sua visita. Vamos lá?

Roteiro começa em Budapeste

Sugerimos que você comece os passeios por Budapeste, a capital da Hungria. Repleta de histórias e belezas naturais, a cidade cortada pelo Rio Danúbio tem diversos pontos turísticos interessantes: a Praça dos Heróis, o Buda Castle, o Parlamento Húngaro e a Igreja de Matias são algumas opções de passeios.

O que fazer em Budapeste
Rio Danúbio divide a cidade de Budapeste. Foto: iStock, Getty Images

Confira: o que fazer em Budapeste 

Viena, na Áustria

Da estação rodoviária de Budapeste, a Népliget, você pode pegar um ônibus e partir para Viena, a capital da Áustria. O trajeto dura cerca de três horas e, geralmente, há saídas em horários distintos: às 11h, 13h, 15h, 17h e 19h30. Se você tiver um roteiro bem estruturado e comprar o bilhete com antecedência, ele pode sair por nada mais que 30 reais.

Em Viena, aproveite para conhecer o Palácio de Hofburg, a Igreja Votiva e o Palácio de Belvedere. Também não deixe de visitar a chamada Museumsplatz, região da cidade que reúne diversos museus e lindos jardins, como o Volksgarten.

Praga, na República Checa

Depois, a dica é seguir caminho até Praga, a capital da República Checa e uma das mais deslumbrantes cidades de qualquer roteiro na Europa.

Praga
Praga é uma das mais belas cidades europeias. Foto: iStock, Getty Images

O ônibus é uma boa opção de transporte entre as capitais e a viagem dura cerca de quatro horas. Ambas as rodoviárias das cidades são conectadas ao transporte público através de estações de metrô: Erdberg (em Viena) e Florenc (em Praga).

Ao chegar ao coração da República Checa, certifique-se de conhecer os pontos turísticos essenciais para qualquer viajante: o Bairro Judeu, o Relógio Astronômico, a Cidade Velha, a Catedral de São Vito e o Castelo Hradcany.

Cracóvia, na Polônia

Depois de absorver a atmosfera charmosa dessa cidade história, pegue um ônibus rumo à Cracóvia.

Já na Polônia, a rodoviária de Cracóvia fica junto à estação de trem, situada ao lado um shopping chamado Galeria Krakowska. É bom ter essas informações de localização em mente, pois a sinalização no local não é das melhores. Fundada há mais de um milênio, a cidade é repleta de atrações.

Algumas dicas de passeio incluem o Castelo de Wawel, a Igreja de Santa Maria e o bairro judeu da cidade. Outra opção interessante é visitar a Universidade Jaguelônica – a mais velha da Polônia – onde o astrônomo Copérnico estudou.

Também não deixe de conhecer e ser sugado pela história no Auschwitz-Birkenau, um antigo campo de concentração e extermínio, construído pelos nazistas durante a ocupação na Polônia, na Segunda Guerra Mundial. Atualmente, o território é considerado Patrimônio Mundial de UNESCO.

Roteiro na Europa: opções e custos de transporte

Seguindo o nosso roteiro na Europa, fizemos algumas simulações para você ter uma ideia das alternativas e gastos com transporte que você teria ao concretizar a viagem. Através do site Rail Europe, é possível consultar as opções de deslocamentos por meio de trens e ter uma noção dos preços.

Em média, uma passagem de trem entre Budapeste e Viena custa 47 euros. Já entre Viena e Praga, os valores sobem para 72 euros. Entre Praga e Cracóvia, as tarifas oscilam entre 78 e 96 euros. Uma dica é fazer a simulação e, se optar pelo trem como meio de transporte, adquirir os bilhetes direto nos sites das companhias, onde saem mais em conta.

Uma opção mais econômica, como já mencionamos, é se locomover de ônibus. No site da Flixbus, companhia de transporte europeia, é possível encontrar opções de bilhetes entre Budapeste e Viena por 19 euros e entre Viena e Praga por 15 euros. Também é possível consultar opções disponíveis no site da Eurolines, outra companhia de transporte europeia.

E aí, o que achou deste roteiro na Europa? Gostou das dicas? Pretende conhecer o leste do continente? Comente!


Deixe uma resposta