Descubra o que fazer em Goiânia: 4 dicas para seu roteiro

Imagine uma cidade com flores perfumadas, bosques e jardins, galerias, monumentos, museus. Não estamos falando da Europa, mas sim da capital de Goiás: as opções do que fazer em Goiânia são amplas e podem agradar a todos os perfis de viajantes. Não é à toa que a cidade é classificada como uma das melhores para se viver no Brasil. 👏

Em um levantamento inédito recém-divulgado pelo Observatório das Metrópoles, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Goiânia aparece como a segunda melhor capital brasileira no ranking de bem-estar urbano. Foram avaliados cinco indicadores: mobilidade urbana, condições ambientais, condições habitacionais, serviços coletivos urbanos e infraestrutura.

Mas, afinal, o que Goiânia tem de tão especial? O que espera os turistas lá? É isso que vamos mostrar agora.

Goiânia
Goiânia é uma das melhores cidades para viver no Brasil. Foto: iStock, Getty Images

O que fazer em Goiânia? 4 opções

Confira nossas dicas do que fazer em Goiânia e monte seu itinerário:

1. Contemplar as belezas do Parque Flamboyant

Parque Goiânia
Que tal esse cenário para um passeio romântico? Foto: iStock, Getty Images

Goiânia é uma cidade muito verde: cerca de 30% de sua área é composta por árvores. Mas, entre todos os parques, o Flamboyant é certamente um dos mais lindos. É um lugar perfeito para passear de dia (em família), ou à noite (a dois, para ser mais romântico). 😍

O parque tem cerca de 125 mil m² e possui dois lagos com fontes luminosas, um belíssimo jardim japonês e um mirante. Também é um ótimo lugar para se exercitar: tem espaço para ginástica, pista de cooper e ciclovia. Vale também dar uma simples caminhada, apenas para respirar ar puro.

2. Ver o Monumento às Três Raças

Monumento Goiânia
Monumento homenageia a miscigenação brasileira. Foto: Domínio Público

Um dos cartões-postais da cidade é o Monumento às Três Raças, uma verdadeira obra prima que faz parte de Goiânia desde 1968. Ele foi idealizado pela artista plástica Neusa Moraes, como forma de homenagear a miscigenação das três raças no Brasil: o Negro, o Índio e o Branco.

O Monumento foi completamente esculpido em granito e bronze, e sua altura chega à marca dos 6 metros. É, sem dúvidas, um dos pontos turísticos mais procurados em Goiânia.

3. Visitar o Centro Cultural Oscar Niemeyer

Centro Cultural Goiânia
Centro Cultural é artisticamente efervescente. Foto: Domínio Público

Aos amantes de arquitetura, Goiânia também tem sua dose de Oscar Niemeyer. Inaugurado em 2006, o Centro Cultural reúne um complexo de edifícios em uma área de 26 mil m², com espaços para exposições, apresentações artísticas, shows e eventos.

O principal prédio é o da Biblioteca, que se parece com uma caixa de vidro com uma fachada em fumê, enquanto as outras construções que a circundam são volumes geométricos em concreto. Só para contemplar a estrutura do espaço, já vale uma visitinha.

4. Conhecer o Museu de Arte Contemporânea

MAC
MAC tem acervo gigante esperando pelos amantes da arte. Foto: Divulgação

Uma das atrações do Centro Cultural é o Museu de Arte Contemporânea – ou simplesmente MAC. Ele conta com um acervo de, aproximadamente, 500 obras, incluindo pinturas, esculturas, gravuras, desenhos, objetos e reproduções. O local homenageia dois ícones das artes plásticas de Goiás, que dão nome às duas galerias: D. J. Oliveira e Cléber Gouvêa.

O museu também recebe eventos e exposições temporárias. Mais informações sobre a programação você pode encontrar no site oficial.

Por que conhecer Goiânia?

Os pontos turísticos que você acaba de conhecer são apenas um pedacinho de Goiânia. Se ainda não está convencido de que a cidade merece uma visita, vale a pena ir além e explorar um pouco mais.

Só em relação aos bosques e praças, há ainda diversas outras opções ao turista: visitar o Bosque dos Buritis, o Parque Areião, o Parque Vaca Brava, o Parque Mutirama e Parque Zoológico são algumas. A cidade também abriga o Jardim Botânico Amália Hermano Teixeira.

No roteiro artístico, vale incluir o Museu Pedro Ludovico Teixeira, o Museu da Imagem e Som de Goiás e o Museu Zoroastro Artiaga. Quando o assunto é gastronomia, vá com a mente (e o estômago) preparados para experimentar o melhor da comida típica da região, que tem origens indígenas e mescla influências da culinária mineira e paulista. 

Nos cardápios, você vai encontrar iguarias como peixe assado na telha, galinhada, carne de sol, pernil assado com farofa na manteiga, leitão pururuca e frango com pequi. É para se esbaldar nas delícias. 😋

E aí, descobriu o que fazer em Goiânia? Quais lugares você quer visitar? Comente. ✌️


Deixe uma resposta