El Fuego

Sair de casa pra jantar em um restaurante bacana é sempre bom, mesmo que a gente já conheça o local, como foi o nosso caso, quando marcamos a visita ao El Fuego. Localizado em Gramado, na Rua Garibaldi, 20, junto à rotula que leva à Canela, o restaurante El Fuego não era novidade pra gente, mas tudo que é bom merece repeteco, por isso resolvemos ir lá de novo!

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

O ambiente

Não sei se é azar, ou só coincidência, mas assim como em diversas outras noites em que visitamos algum restaurante, estava chovendo bastante na noite em que fomos ao El Fuego, tanto que desistimos da ideia de ir a pé. O mau tempo acabou dificultando as fotos externas, mas eu lhes garanto: o que vale a pena está lá dentro. A placa luminosa do El Fuego anuncia a especialidade da casa, grelhados na parrila e a la carte, enquanto o “mascote” da casa, uma vaca, revela outro prato especial do cardápio: o fondue.

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

Inaugurado em 1998, o restaurante todo envidraçado te permite dar uma espiada antes mesmo de entrar. Após sermos muito bem recebidos na entrada, decidimos sentar em um ambiente mais separado, para termos mais privacidade. Embora o restaurante estivesse bem cheio, o ambiente onde estávamos, que tinha visão para a Av. das Hortênsias e a adega, estava vazio. O El Fuego é dividido em três ambientes: o primeiro, logo na entrada, o segundo, mais elevado, fica no centro, e o ambiente onde nós estávamos, que ficava mais à esquerda.

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

O restaurante conta ainda com um espaço externo bem bonito, na sacada, com algumas mesas e cadeiras e vasinhos de flores enfeitando a grade da sacada. No entanto, a chuva não permitiu fotos! Na parte interna, no geral, a decoração é bem sóbria, com mesas e cadeiras de madeira, e bastante preto e branco, tanto no estofado das cadeiras, do 1º ambiente, quanto nos descansa pratos, que são pretos, e nas cortinas, que são xadrez com essas duas cores. Em uma parte do ambiente central o chão segue essa mesma padronagem, enquanto no lobby de entrada o sofá de couro preto e as poltronas com pele de vaca completam a predominância do branco e do preto.

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

O detalhe de cor fica por conta do vermelho, presente em toda a parede do 1º ambiente, assim como na parede do local onde são feitos os grelhados. A parte de trás da porta de entrada também é vermelha. Além disso, o restaurante conta com diversos detalhes que enriquecem a decoração. Onde estávamos, luminárias de parede e quadros, que remetem à especialidade da casa, davam um toque interessante ao ambiente. Aliás, essas mesmas luminárias e diversos quadros também estavam presentes nos outros ambientes. Vale destacar que a iluminação em todo o restaurante é muito boa.

Já no ambiente central, o lustre principal, bem rústico, chama a atenção, assim como a mesa que fica em frente ao balcão dos grelhados. Redonda, e com bancos feitos de tronco de árvore, a mesa possui ainda sousplats com o nome do restaurante. No fundo, junto ao banheiro, o destaque fica por conta de uma parede com uma imagem do campo e de vacas. No 1º ambiente, quadros com imagens estilizadas de veados adornam a parede vermelha. O bar, localizado junto ao hall de entrada, também chama a atenção, principalmente os “bancos de pernas”.

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

Os pratos

A especialidade da casa são as carnes e os grelhados. Durante o almoço eles servem a parrila livre, ou então você pode optar entre os grelhados a la carte a as especialidades da casa, que são seis pratos com diversas opções de carnes. Além disso, o El Fuego conta com a sequência de fondue, e a opção a la carte. Saladas, cremes, pastas, peixes, prato kids e porções extras completam o cardápio variado do restaurante.

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

Para prestigiar o carro chefe da casa, resolvemos escolher dois pratos da lista de especialidades da casa. Eu optei pelo Filé Uruguaio, que vem filé mignon grelhado com pimentão vermelho, bacon e queijo provolone, acompanhado de arroz e batatas fritas. Já o meu noivo escolheu o Filé Mignon à Punta Del Este, que consiste no filé mignon grelhado ao molho de mostarda dijon e aspargos, com batata sauté e arroz com finas ervas.

Os preços

O prato que eu pedi custou R$ 45,80, enquanto o do meu noivo saiu por R$ 44,90. As outras especialidades da casa custam entre R$ 36,80 e R$ 52,80 e o preço dos outros pratos a la carte fica nessa mesma média. A parrila livre sai por R$ 58,00 por pessoa, já a porção para duas pessoas dos grelhados a la carte custa R$ 88,00 e R$ 98,00, dependendo das carnes. O valor da sequência de fondue é R$ 65,00 por pessoa.

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

A nossa experiência gastronômica

Assim que fizemos o nosso pedido, o garçom fez uma sentença a respeito do prato do meu noivo: – vai ser o melhor molho que você já comeu! Pelo jeito tínhamos feito uma boa escolha, mas enquanto os pratos não chegavam, aproveitamos para degustar o couvert e curtir um pouco da música ambiente, super boa, que estava tocando.

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

Um tempo depois o garçom veio com nossos pratos e nos deixou boquiabertos. Primeiro pelo tamanho da porção, que antes mesmo de começar já parecia desafiadora, e segundo porque a apresentação do prato é linda, decorada com flores. Mas vamos ao que interessa: o gosto! Uma coisa eu posso garantir, o garçom cumpriu a promessa feita. O molho de mostarda dijon com aspargos, do Filé Mignon à Punta Del Este , é excelente. Sem dúvida é um dos melhores pratos de carne que eu comi nos últimos anos, se não o melhor!

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

O meu prato não ficou pra trás, com muito queijo, bacon e pimentão vermelho, o Filé Uruguaio é delicioso, o difícil é dar conta de comer tudo (eu não consegui!). Os acompanhamentos dos dois pratos também não deixaram a desejar, a minha batata frita era bem sequinha, enquanto o arroz com finas ervas do prato do meu noivo não dava vontade de parar de comer.

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

Mas mesmo sem dar conta de finalizar os pratos, não resistimos e pedimos uma sobremesa. O garçom, que era super simpático, até nos sugeriu o fondue de chocolate, mas daí a gente não aguentaria. Acabamos escolhendo o tradicional petit gateau. E mais uma vez a apresentação do prato, com uma fatia de laranja e um physalis decorando, surpreendeu. Arrisco dizer, novamente, que foi um dos melhores petit gateaus que eu já comi. A calda de chocolate que saía do bolinho, e a que estava por cima, era maravilhosa, e o sorvete de creme ainda vinha acompanhado de duas ramas de chocolate branco.

El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

Mais informações

O El Fuego abre diariamente, das 11h30min às 15h30min e a partir das 19h. Além disso, o restaurante oferece transporte gratuito, para Gramado e Canela. Mesmo que eu já tivesse ido ao El Fuego, me surpreendi com essa nova visita. Ambiente bonito e acolhedor, atendimento eficiente e, o principal, pratos de muita qualidade, não só me fizeram gostar ainda mais do El Fuego como me deixaram com gostinho de quero mais. Espero retornar em breve!
El Fuego - Mapa de Gramado. Foto: Bárbara Keller

Endereço: Rua Garibaldi, 20, Centro – Gramado.

Horário de atendimento: Diariamente, das 11h30min às 15h30min, e a partir das 19h.

Site do El Fuego

Telefone: (54) 3286-3055.

Texto e fotos: Bárbara Keller

Veja mais fotos do El Fuego


2 COMENTÁRIOS

  1. Bárbara,
    Mais uma bela resenha. Lendo ela, nossa equipe fica satisfeita e com gostinho de dever cumprido. Afinal, é muito bom saber que proporcionamos a vocês uma experiência gastronômicas como a descrita. 😉 Obrigada pelas palavras. Abraços, Lila RIzzon

    • Oi, Lila

      Eu que agradeço pelo ótimo atendimento e pela excelente comida, vou recomendar sempre que puder, pode ter certeza!

      Abraço e bom final de semana.

      Bárbara Keller

Deixe uma resposta