Como comprar malas de viagem grandes

Malas de viagens grandes exigem alguns cuidados na hora da compra e na hora de viajar também. Nesse artigo vamos mostrar como comprar uma mala e dar todas as dicas para garantir sua comodidade, mesmo tendo uma bagagem enorme de companhia.

5 Dicas para comprar malas de viagem grandes

Os fatores que devem ser levados em conta na hora de comprar a sua mala são os seguintes:

  • Peso/Tamanho
  • Funcionalidades (compartimentos especiais, divisão interna, etc)
  • Durabilidade
  • Segurança
  • Preço.

Esses 5 aspectos dizem respeito às malas em geral, mas todos eles se aplicam também às grandes especificamente. Alguns cuidados especiais são necessários para complementar esses pontos.

Como as malas maiores são mais caras que os modelos de tamanho menor, é interessante fazer uma compra pensando no longo prazo, ou seja, uma mala de boa qualidade, com materiais resistentes e, de preferência, com visual relativamente discreto ou mais sóbrio.

A durabilidade é importante pois esse não é o tipo de produto que você vai ficar trocando todos os anos, até por conta do preço. A aparência discreta não é mandatória, mas a dica é que malas mais sóbrias correm menos riscos de serem “desgostadas” por você no futuro. Além disso, quanto mais básico forem os aspectos visuais, mas universal e versátil é a mala, podendo ser usada em viagens de diferentes tipos, como trabalho, lazer, intercâmbio, congresso, eventos, e por aí vai.

Vamos passar por 5 dicas fundamentais para escolher bem a sua mala grande.

1 – Peso dentro dos limites das companhias aéreas

Como o assunto são as malas maiores, então estamos falando da bagagem despachada, e não a que vai com você no avião. As companhias aéreas possuem limites de peso e caso sua mala ultrapasse-o, você terá que pagar taxas extra.

Assim, na hora de escolher a sua mala, tenha em mente que se você comprar um tamanho extra-grande, pode ser que o espaço fique subutilizado devido ao limite de peso. Claro que isso depende do que você vai guardar na mala mas, na média, tenha como referência o peso limite dos voos que você mais costuma fazer ou mesmo o da viagem mais próxima.

Voos domésticos e internacionais apresentam valores diferentes, fique atento a isso também.

2 – Você consegue levar?

Essa dica é muito importante. Na hora de comprar malas grandes, esse é o segundo fator que deve ser considerado como o limite aceitável de tamanho(o primeiro é o limite de peso das companhias aéreas).

Não adianta comprar uma mala gigante se você não vai conseguir se locomover com ela. Mesmo com rodinhas, lembre-se que é comum levar mais de uma bagagem conosco.

A dica é a seguinte: Imagine que você estará sozinho(a) em algum momento da viagem, sem carrinhos de bagagem por perto, e terá que se virar para carregar todas as malas. Escolha um tamanho que não inviabilize a sua locomoção por conta própria. Lembre-se que mesmo com rodinhas, você precisa empurrar a mala, subir e descer escadas, e caso esteja na rua ou em qualquer lugar menos estruturado que um aeroporto, isso pode ser um problemão.

3 – Qualidade das rodinhas

Esse é um item importante para a durabilidade e conveniência da mala. Uma das principais vantagens das malas maiores é a conveniência de usar as famosas rodinhas.

Assim, certifique de que os suportes são de material de qualidade e com uma boa garantia. Uma mala grande com rodinhas quebradas não serve para muita coisa.

4 – Material rígido ou tecido?

As malas de material rígido são mais resistentes a impactos e tem durabilidade maior. Duas boas vantagens na hora de fazer a compra. As malas de tecido são mais flexíveis e geralmente possuem expansores, que permitem aumentar um pouco mais o volume da mala.

Mas, pensando bem, se você comprou uma versão grande, é porque já escolheu uma mala com espaço suficiente para colocar tudo que precisa, não é mesmo? Os expansores fazem sentido em malas pequenas e médias, mas nas grandes talvez seja um pouco contraproducente. Assim, se for comprar uma mala realmente grande, dê preferência aos materiais mais resistentes e rígidos, e deixe os expansores e tecidos flexíveis para as malas menores.

5 – Distribuição de peso

Por fim, é necessário se preocupar com a distribuição de peso na mala. Malas com quatro rodinhas não são problema quanto a isso, mas com duas rodinhas, é importante lembrar de tentar distribuir bem o peso, de forma equânime pela mala, para evitar que o centro de gravidade faça com que a mala fique pendendo e caindo para um lado toda hora.

Malas de viagem grandes
Malas grandes precisam de cuidados extras na compra. Foto: iStock, Getty Images

Tipos e modelos de malas de viagem grandes

Os tipos de malas são variados e possuem diferenças importantes. Cada qual atende bem a um tipo de viagem e viajante. Os principais são os seguintes:

  • Rodasexistem malas de 2, 4 e 5 rodas. Esses são os números mais comuns, mas variações também podem ser encontradas. Há também malas com rodas simples e malas com rodas duplas. Tudo depende principalmente do peso máximo que pode ser carregado.
  • Materialem geral, a classificação é em dois grupos: Malas com materiais flexíveis(tecidos) e Malas Rígidas. As primeiras possuem expansores e são mais leves. As segundas são mais resistentes e oferecem maior proteção para sua bagagem.
  • Compartimentos internosalgumas malas possuem elásticos internos e compartimentos especiais para determinados produtos. A organização interna varia bastante, principalmente no caso de malas grandes, que possuem mais espaço e podem ter mais compartimentos especiais.
  • Tamanhomesmo falando especificamente de malas grandes, é possível encontrar tamanhos diferentes. Embora os fabricantes mantenham um padrão próximo, é possível encontrar as mais diversas dimensões. Tome cuidado com as malas extra-grandes, que certamente não são as melhores para viagens de avião.

Essas são as características que mudam de mala para mala. O importante é ter em mente o tipo de viajante que você é e, principalmente, a natureza da viagem(s) que você vai fazer.

No que diz respeito à compra, a dica final é começar a pesquisar com antecedência, principalmente se for uma compra online. Assim, você terá tempo hábil para fazer uma troca caso não fique satisfeito com a primeira aquisição. Lojas, tanto físicas como online, existem aos montes e não é problema encontrá-las.

Para ficar tudo ainda melhor, antes de viajar leia esse artigo sobre como dobrar suas roupas e essas dicas sobre como preparar sua mala para viagem. Gostou das dicas? Deixe um comentário e compartilhe sua própria experiência com os demais leitores. Até a próxima!

Compartilhar

Deixe uma resposta