7 viagens internacionais baratas na América do Sul e na Europa

Em tempos de economia instável, é difícil contemplar uma viagem para fora do país sem gastar demais. Mas deixe o pessimismo de lado: existem opções de viagens internacionais baratas. Basta conhecer os destinos onde o custo de vida é baixo. Ao ler este artigo, você vai ver que há diversas alternativas.

Para não ter de abrir mão de uma viagem ao exterior por conta do orçamento, a primeira orientação é: esqueça as cidades turísticas mais procuradas. Nada de Nova Iorque, Disney ou Paris.

Você já pensou em explorar primeiro a América do Sul?

América do Sul e a busca por viagens internacionais baratas

Segundo a Organização Mundial de Turismo, em 10 anos, houve aumento de 80,26% no número de turistas dentro do continente. Em 2013, os países da região receberam 27,4 milhões de visitantes.

Nós especulamos o motivo: eles são repletos de belezas naturais, cidades históricas, ilhas, parques arqueológicos e praias. Não faltam atrações boas e baratas. Mas, se você também não abre mão de visitar a Europa, a dica é conhecer as cidades que oferecem alternativas de hospedagem, transporte e alimentação mais favoráveis ao bolso.

Quer saber quais são melhores opções de viagens internacionais baratas? Veja abaixo.

4 viagens baratas na América do Sul

Se você costuma subestimar as possibilidades de turismo que a região da América do Sul oferece, prepare-se para mudar de ideia. Confira, a seguir, quatro países e localidades para incluir no roteiro e se encantar – sem gastar muito.

1. Urubamba, Peru

Vale Sagrado, Urubamba no Peru
Vá além de Cusco e conheça o Vale Sagrado dos Incas no Peru. Foto: iStock, Getty Images

Conhecer o Vale Sagrado dos Incas é uma excelente alternativa para quem gosta de turismo histórico, aventureiro e, claro, barato. A economia já começa na documentação: cidadãos brasileiros não precisam apresentar visto nem passaporte para viajar ao Peru a turismo.

Se você for ao país, a dica é conhecer Cusco, Machu Picchu – lógico – e um recanto menos explorado, mas cheio de belezas na região: o Vale de Urubamba. O nome é por conta do rio Urubamba, que corre pela área onde os incas extraíam a riqueza de suas terras. O local tem monumentos arqueológicos, paisagens de tirar o fôlego e várias opções de hotéis e restaurantes. Vale uma visita.

2. Isla del Sol, Bolívia

Lago Titicaca
Lago Titicaca é o maior lago navegável do mundo. Foto: iStock, Getty Images

Para quem vai desbravar a América do Sul, a Bolívia simplesmente precisa entrar no roteiro. Além da valorização do real sobre o boliviano (moeda local), outra vantagem é que – assim como nos outros países do Mercosul – os brasileiros que viajam a turismo não precisam apresentar passaporte.

Mas o que fazer na Bolívia? A dica é visitar a Isla del Sol, que pode ser acessada pelo município de Copacabana. É lá que está o belo Lago Titicaca, o maior lago navegável do mundo. O local, atualmente, ainda é povoado por indígenas de origem quechua e aymara e apresenta um cenário inesquecível.

3. Pucón, Chile

Vulcão Villarica no Chile
Ao fundo, uma imagem tensa: o Vulcão Villarica. Foto: iStock, Getty Images

O Chile não é um dos destinos mais baratos da América do Sul, mas você pode bolar um roteiro inteligente para não gastar tanto. A dica é substituir a capital, Santiago, pela cidade de Pucón, a cerca de 780 km ao sul. Cercada pelo vulcão inativo Villarrica, a região é linda e repleta de atrações.

No local, é possível usufruir de excelentes opções de ecoturismo: fazer trilhas, rafting e, entre os meses de julho e setembro, praticar esqui em um centro com infraestrutura de seis teleféricos e 20 pistas. Que tal?

4. Santuário de Las Lajas, Colômbia

Las Lajas Church na Colômbia
Basílica de Las Lajas é destaque no Sul da Colômbia. Foto: iStock, Getty Images

Já pensou em explorar o sul da Colômbia, mais precisamente a região de Nariño? Além de oferecer opções baratas de hospedagem, lá fica um dos monumentos turísticos mais belos de toda a América do Sul: o Santuário de Las Lajas, um local de culto e peregrinação desde o século 18.

Situado no cânion do rio Guaitara, na aldeia de Las Lajas, o santuário nada mais é do que uma basílica construída em pedra, com estilo gótico e composto de arcos, mosaicos e torres. Só a arquitetura da construção, de 50 metros de altura, é um espetáculo. Então imagine, ainda, com o verde das árvores e a beleza das cachoeiras do local.

3 viagens baratas na Europa

Se você não quer abrir mão de uma viagem à Europa, a sugestão é descobrir as cidades com custo de vida menor. Quer ter uma ideia de quais são elas? Veja algumas sugestões:

1. Moscou, Rússia

O Kremlin em Moscou
Fotos de Moscou parecem uma pintura mesmo sem filtro. Foto: iStock, Getty Images

Reconhecida mundialmente pela centralização do poder soviético, Moscou é uma cidade moderna, com muitas atrações para o visitante e, com alguma pesquisa, opções de hospedagem que cabem no seu orçamento. O transporte público é bem barato e você encontra opções de alimentação com preços razoáveis, pela baixa cotação do rublo russo (moeda local).  E se de fato você viajar até a Rússia, é bom esticar a jornada até São Petersburgo, tão bela quanto a capital e ainda mais em conta.

2. Istambul, Turquia

Sirkeci em Istambul
Istambul é uma bela ideia para o seu radar turístico. Foto: iStock, Getty Images

Na região do antigo Império Bizantino, você vai encontrar uma riqueza arquitetônica incomparável, repleta de templos e palácios. A capital turca, atualmente, é uma metrópole completamente cosmopolita, que oferece opções gastronômicas e turísticas com preços bem em conta.

3. Budapeste, Hungria

Budapeste à noite
Budapeste é um destino lindo e barato no leste europeu. Foto: iStock, Getty Images

Sem dúvidas, a capital húngara, Budapeste, é um dos destinos mais em conta de toda a Europa. A cidade histórica, cortada pelo Rio Danúbio, oferece diversas atrações e dispõe de um transporte público barato e eficiente, além de opções de hospedagem em bons hostels por cerca de R$ 20. Nada mal, certo?

E você, já conheceu algum dos destinos citados como opções de viagens internacionais baratas? Quais deles você quer incluir no roteiro? Deixe um comentário!

Deixe uma resposta