Como planejar sua viagem para o Nordeste

A viagem para o Nordeste é o sonho de muitos brasileiros. 

Trata-se do destino nacional preferido em qualquer pesquisa feita pelo Ministério do Turismo.

Mas essa é uma região tão grande, tão bela e tão plural, que uma viagem apenas não vai revelar seu verdadeiro valor.

Por isso, reunimos neste post as principais dicas para seu primeiro roteiro no Nordeste.

Ao final do texto, você vai estar ciente dos cuidados que devem ser tomados e sobre pontos importantes como a influência do El Niño no clima nordestino e como fazer uma viagem que vá além de sol e praia.

Chapada Diamantina
Chapada Diamantina, no Nordeste, é um dos destinos mais bonitos do Brasil. Foto: iStock, Getty Images

Antes de viajar para o Nordeste

Uma viagem para o Nordeste deve ser bem planejada. Cabe lembrar que se trata de uma região enorme, formada por nove estados e com grandes diferenças culturais e características marcantes.

O interior do Nordeste e a região litorânea são extremamente diferentes. O litoral é o destino turístico por excelência, mas o interior também guarda obras-primas da natureza e que merecem ser conhecidas, como a Chapada da Diamantina e o Parque Nacional da Serra da Capivara.

Apesar das grandes diferenças regionais, é possível salientar alguns pontos em comum, e talvez o mais importante seja o clima. Vamos começar por ele.

A influência do El Niño no Nordeste

O clima do Nordeste é semi-árido na região interior da caatinga, com o Tropical Litorâneo na região costeira e tropical úmido principalmente nas regiões amazônicas do Maranhão. A região costeira possui um verão chuvoso e úmido e uma estação com chuvas irregulares nos demais meses.

O El Niño é um grande agravante para os períodos de seca na região Nordeste. A ocorrência do fenômeno pode fazer os preços subirem devido à escassez de água. Esse fator é um incentivo para se concentrar nos destinos litorâneos nas épocas em que o fenômeno ocorre, onde o clima é mais úmido do que no interior e sofre menos a crise das secas.

Em geral, o Nordeste conta com temperaturas elevadas em qualquer época. Então, tenha isso em conta ao fazer as malas e dê preferência por quartos e passeios que ofereçam ar-condicionado.

Qual seu tipo de viagem?

Apesar de ser universalmente reconhecido por suas praias, o Nordeste oferece vários tipos de viagens diferentes.

O turismo ambiental nas famosas reservas e chapadas tem ganhado força nos últimos anos. Viagens de carro pelo litoral também se tornaram uma espécie de “queridinha” por casais em busca de longos passeios.

As capitais históricas como Salvador, Recife e São Luiz guardam importantes museus e riquíssimos acervos históricos. O turismo de eventos também tem aumentado, principalmente depois da inauguração de importantes centros, como a Ilha digital, em Recife.

Muitas pessoas acabam se prendendo às praias. De fato, com tantas maravilhas no litoral fica difícil pensar em outra coisa. Mas tenha em mente que o Nordeste também possui outros estilos de viagens que podem ser tão recompensadores quanto as belíssimas praias da região.

Cuidados e planejamento prévio

O planejamento prévio é fundamental. Aqui já podemos falar da época da viagem. O Nordeste é muito sensível à alta temporada, quando brasileiros de todo o sudeste e sul afluem para a região. A baixa temporada acontece entre março e junho e agosto e novembro. Essas são as duas épocas em que os preços estão mais atraentes. Se possível, não tenha dúvidas em viajar na baixa temporada.

Outro ponto importante do planejamento é o local da hospedagem e os cuidados com segurança. Como cidades turísticas, as principais capitais nordestinas estão bem servidas de rede hoteleira e serviços de turismo. A dica é pesquisar bem e dar preferência à locais próximos à praia ou que não exijam grandes deslocamentos. Algumas capitais, como Salvador, Recife e Fortaleza são muito grandes e populosas, é recomendado evitar ter de se enveredar pelo trânsito.

No mais, as capitais nordestinas têm vivido um surto de violência nos últimos anos, infelizmente, e apesar de os índices não inviabilizarem a sua viagem, é importante ter atenção redobrada.

Dicas práticas para sua viagem ao Nordeste

Vamos dar agora algumas dicas práticas para montar seu roteiro de viagem pelo Nordeste.

Como se locomover pelo nordeste

Se for seu desejo visitar várias praias e cidades, é recomendado alugar um carro. Além da flexibilidade de poder ir às praias que quiser e não ter de esperar por horários específicos para viajar, o tempo ganho com os deslocamentos pode viabilizar a inclusão de alguma nova cidade no roteiro.

Dentro das capitais pode-se andar de ônibus, táxi ou uber. Os principais pontos turísticos são servidos pela malha de transporte público das cidades, mas dependendo do orçamento e se estiver em família, um táxi ou uber pode ser mais cômodo.

Praias badaladas x praias pouco movimentadas

Uma dica importante é saber equilibrar bem as praias movimentadas com as mais badaladas. Por exemplo, em Salvador a praia de Stella Mares é tranquila e bem menos movimentada que a famosa praia de Itapuã.

As praias mais cheias costumam ter os problemas associados à concentração de pessoas. Já as praias mais tranquilas são ideais para descansar, caminhar e curtir o mar sem muitas distrações.

Porto de Galinhas
Porto de Galinhas é um destino paradisíaco em Pernambuco. Foto: iStock, Getty Images

Capitais x Interior

Já comentamos sobre esse ponto no início do texto. As capitais e as praias acabam absorvendo a maior parte do fluxo de turistas, mas o interior nordestino também é rico em destinos belos e encantadores.

Ao pesquisar onde passar as férias no Nordeste, não deixe de incluir alguns desses lugares na sua lista de candidatos. A chapada da Diamantina é, de longe, o destino interiorano mais conhecido.

História e cultura além das praias

Por fim, se Salvador, Recife e todas as outras capitais possuem praia e tudo que você quer para curtir o mar, elas também possuem um lado histórico e cultural muito rico. Para começar, a gastronomia de cada estado é marcante e dificilmente você vai voltar de lá sem ter descoberto uma nova comida predileta.

Do ponto de vista histórico, cidades como Salvador e Recife estão entre as mais importantes do Brasil. Há quem diga, por exemplo, que Olinda, na região de Recife, é uma “Ouro Preto com mar”. A região também é pródiga em festas regionais, dialetos, acentos e costumes. A dica é entrar de cabeça na cultura local e mergulhar em cada novidade!

Qual sua capital preferida no Nordeste? Qual será seu próximo destino de viagem? Compartilhe sua experiência conosco.

Compartilhar

Deixe uma resposta