Descubra como economizar na viagem para a Disney

A Disney não é mais um sonho impossível. Com bom planejamento financeiro, o devido aperto nas contas e o roteiro sob medida, você vai ver que dá para tirar essa aventura do papel. Duvida? Neste post, vamos ensinar como economizar na viagem para a Disney, com a dose certa de magia e sem exagero nos gastos.

Você vai ver que tudo é uma questão de organização e planejamento para não extrapolar nos gastos

Primeiro de tudo, lembre-se: a ideia de economizar em uma viagem para a Disney exige um preparo com antecedência, a fim de encontrar os melhores preços e promoções em passagens aéreas para os Estados Unidos, em hospedagem em Orlando e nos ingressos para os principais parques temáticos.

Pronto para embarcar conosco nesta aventura? Então aperte os cintos, que a jornada começa aqui.

Quanto custa uma viagem para a Disney World
Sonho da Disney custa caro, mas vale a pena. Foto: iStock, Getty Images

Como economizar na viagem para a Disney

Veja 10 dicas essenciais para manter os gastos sob controle:

1. Faça uma planilha

A primeira medida de controle de gastos em uma viagem para a Disney é criar uma planilha. Ela deve conter o orçamento total e abas para os diferentes custos, como hospedagem, passagens, alimentação, compras, ingressos e diversos.

Assim, você vai completando os custos à medida que concretiza determinado gasto. Por exemplo: fechou a compra das passagens? Então marque na planilha. Comprou um pacote com hotel e ingressos? Assinale na planilha.

Dessa forma, você terá uma boa noção de qual valor terá à disposição para o dia a dia nos parques. E poderá também se programar para alguma contenção de gastos pré-viagem.

2. Escolha bem as datas

A Disney é um dos principais destinos de férias de famílias de todo o mundo, principalmente entre os meses de junho e julho, março e abril. É justamente na alta temporada que os preços vão às alturas.

Por isso, se você quer viajar mais barato para os parques de Orlando, vai precisar de alguma flexibilidade. De setembro a dezembro, por exemplo, os preços das entradas costumam cair bastante.

Outra dica é acompanhar as promoções da Walt Disney World, que podem ser encontradas no site oficial.

3. Verifique promoções de pacotes

Os ingressos, hotéis e pacotes dos parques da Disney são negociados diretamente por diversas agências brasileiras.

Assim, é preciso fazer uma boa pesquisa entre as agências, pelo menos um ano antes da viagem, para garantir que você não vá perder nenhuma promoção.

Você deve fazer a compra do pacote ou dos ingressos com uma antecedência mínima de seis meses. Mesmo assim, antes disso, é bom ficar acompanhando as agências nas redes sociais, para descobrir se há condições especiais em algum momento.

Veja: lista das agências conveniadas

4. Acerte na escolha do hotel

Há hotéis com bons preços que ficam bem mal localizados em Orlando. Portanto, tenha cuidado na hora de escolher, não deixando essa decisão inteiramente para a agência de viagens. (Nem sempre o agente terá a preocupação devida com a localização.)

Ao pesquisar os hotéis, faça pesquisas dos endereços diretamente no Google Maps, para entender qual é a distância até os parques.

Além disso, considere a opção de comprar um pacote que ofereça hospedagem em hotéis da própria Disney. Há alguns deles, especialmente em baixa temporada, que têm média de preço apenas um pouco mais alta do os de fora da rede.

E as facilidades são inúmeras: transporte interno dentro dos parques, filas mais rápidas, aparições de personagens da Disney, café da manhã incluso, entre outros.

5. Reúna todas as milhas

Antes de definir pela compra das passagens, tente reunir o máximo de milhas que sua família possui.

Lembre-se de que praticamente todos os cartões de crédito e de fidelidade possuem programas para a transferência de pontos para os sistemas de milhagem das principais companhias áreas. Além disso, é possível transferir milhas em alguns programas de pontuação. Se você conseguir uma ou duas passagens de graça, melhor, não?

6. Economize nos lanches

Se você se hospedar fora da rede da Disney, vale aproveitar e fazer compras em supermercados como o Walmart, para garantir jantares (pelo menos) mais baratos. Qualquer pipoca dentro dos parques vai ser mais cara do que uma refeição completa fora.

Mesmo assim, lembre-se de que a magia do lugar depende de alguma extravagância, mesmo que controlada.

7. Evite andar de táxi

Parece óbvio, mas é importante lembrar: andar de táxi vai custar caro em Orlando. Dependendo do tamanho de seu grupo, você pode alugar um carro ou usar o Uber, para garantir tarifas bem mais amenas.

8. Tenha cuidado ao fazer as malas

Não pague para despachar malas extras nos voos. Por isso, a ideia aqui é organizar as roupas para evitar gastos desnecessários, como a compra de novas vestimentas durante a viagem ou multa por bagagem extra.

9. Faça um check list

O check list de viagem vale não apenas para economizar, mas para organizar toda a função, ainda mais em uma jornada com crianças pequenas. Por exemplo: autorização de viagem para menor, vistos para os Estados Unidos, passaporte em dia, dólares, cartões de crédito.

10. Considere 20% a mais de gastos

Lembra aquela planilha do item 1? Pois é. Qual foi o orçamento total previsto? Não importa. Na conta final, acrescente 20%, para garantir que você não passe apertos na Disney. A gente sempre esquece algum gasto básico – e emergências também podem acontecer.

Viagem pelos parques de Orlando

A fama da cidade de Orlando, na Flórida, se deve basicamente aos parques temáticos localizados ali. A cidade respira e exala a magia da Disney e dos outros parques do lugar.

O mais famoso complexo de diversões, claro, é o Walt Disney World, um lugar gigantesco que abriga quatro parques principais.

O primeiro e mais famoso parque da Disney é o Magic Kingdom, onde está localizado o Castelo da Cinderela, símbolo dos estúdios da empresa, e onde acontece o tradicional desfile dos personagens mais famosos, culminando em um show de fogos.

O Epcot Center é o segundo deles, ugar que mistura as raízes e o futuro. Ao lado de simuladores de viagens ao espaço, estão réplicas de cidades históricas, como Roma.

Viagem para a Disney - Disney World - Disneyworld
Epcot Center é um dos parques do complexo Disney em Orlando. Foto: iStock, Getty Images

O terceiro é o Disney Hollywood Studios, onde é possível conhecer sets de gravação de filmes e seriados, além de estúdios de bandas famosas.

Animal Kingdom é o quarto e faz uma alusão ao Reino Animal, desde filmes 6D em uma réplica de um formigueiro até passeios em uma espécie de safári fechado, para conhecer leões, girafas e gorilas.

A Disney tem ainda dois parques aquáticos bem interessantes, o Blizzard Beach e Thypoon Lagoon.

Além do complexo da Disney, há ainda o Universal, onde é possível conhecer o Universal Studios, que possui atrações remetendo a filmes e séries famosos e onde se encontra o Reino de Harry Potter.

O Islands of Adventure, também parte do grupo, tem algumas das montanhas russas mais famosas do mundo. Para completar, no Sea World você tem contato com baleias, golfinhos e o mundo marinho.

Como adquirir ingressos para a Disney

No Brasil, o jeito mais fácil de adquirir ingressos para a Disney é através de pacotes de viagem. Nessa opção, você pode conseguir bons preços para o ingresso, ficar nos hotéis localizados no complexo e contar com outros serviços, dependendo do pacote.

As empresas licenciadas para vender pacotes por aqui são: CVC Brasil, Agaxtur Turismo, Decolar, RCA Turismo, Tam Viagens e Trade Tours.

Se você prefere comprar passagem aérea e reservar hotel por conta própria, na bilheteria você pode adquirir o ingresso de um dia para os parques por valores a partir de 100 dólares.

Você ainda pode comprar passes para mais de um dia, que dão direito a visitar um parque temático por jornada, ideais para estadias mais longas, com desconto.

Viaje para os parques Disney pelo mundo

Se você quer conhecer os parques temáticos da Disney, mas não na Flórida, há outros destinos para você. Confira a seguir:

Disneyland

Apesar de o complexo mais famoso atualmente se localizar na Flórida, o parque temático original da Disney está localizado na Califórnia. O Disneyland, que atualmente conta com três parques temáticos (Disney, Disneyland Park e o Disney California Adventure Park), três hotéis resort, espetáculos incríveis, restaurantes e até um distrito de compras.

Disneyland Paris

A versão europeia do complexo, também conhecida como Eurodisney, conta com dois parques temáticos (Disneyland e Walt Disney Studios) e está localizado em Marne-la-Vallée, a 30 minutos de Paris, na França.

Cruzeiros Disney

Também é possível conhecer a Disney em alto-mar. São quatro opções de navios cruzeiros (Disney Magic, Disney Wonder, Disney Dream e Disney Fantasy) que trazem toda a experiência e magia do universo da companhia. As viagens passam pelo Alaska, Bahamas, Califórnia, Caribe, México e Europa.

E aí, curtiu as dicas para sua viagem para a Disney? Comente.


Deixe uma resposta