Aprenda como andar de metrô em Paris com dicas práticas

Saber como andar de metrô em Paris é indispensável para qualquer turista na capital francesa. Sem dúvidas, essa é a forma mais eficiente e barata de explorar os principais pontos turísticos. Independente de onde você estiver na metrópole, pode ter certeza de que sempre haverá uma estação pertinho: são cerca de 300 delas espalhadas pela Cidade Luz. 🗼

O transporte público em Paris pode não ser o mais seguro ou cheiroso (na verdade, o odor é bem desagradável), mas sua eficiência é incontestável. As 14 linhas do metrô parisiense conectam uma malha ferroviária de cerca de 205 km. Para absorver a essência da vida na cidade, é preciso percorrer seu subsolo. É lá que está a face da capital francesa e toda a diversidade que a compõe.

Então, preparado para descobrir como andar de metrô em Paris com dicas inteligentes? 🤓

Dominar o metrô de Paris é só uma questão de prática. Foto: iStock, Getty Images
Dominar o metrô de Paris é só uma questão de prática. Foto: iStock, Getty Images

Como andar no metrô de Paris: guia prático

Se você está acostumado com estações de metrô pequenas, pode tomar um pequeno susto ao entrar no subsolo parisiense. São diversos túneis, escadas e corredores – especialmente nas estações grandes, de onde partem vários veículos. O próprio mapa das linhas de metrô da cidade pode ser um pouco intimidador:

Metrô Paris
Metrô de Paris pode parecer assustador. Foto: Rafaela Kich, Mapa do Mundo

Como se achar em meio a tantas linhas que se cruzam e chegar ao seu destino? Basta entender como o metrô opera e você vai constatar que não é tão difícil assim. Confira, abaixo, um passo a passo para usar o transporte público na capital francesa.

1. Localize uma estação

Começando pelo básico: localizar a estação mais próxima. Basta identificar uma placa onde estiver escrito “Metro” ou “Metropolitan” e você saberá que ali há uma estação. Desça as escadas e você terá acesso aos túneis subterrâneos.

2. Compre o ticket

Para andar de metrô em Paris, obviamente você vai precisar de um ticket: é possível adquirir o passe nas máquinas que ficam na entrada de cada estação ou no guichê de atendimento. Não é difícil comprar pelas máquinas automáticas: elas oferecem opções em vários idiomas (não em português, mas se você sabe inglês não terá problemas).

Basta seguir as instruções, colocar o dinheiro no local indicado e pegar o ticket. As máquinas devolvem o troco. Um ponto que exige atenção é o tipo de ticket que você vai pegar: se vai ser para uma única viagem, ou um passe que dá acesso livre ao transporte por até cinco dias (o Paris Visit).

Há, ainda, outros tickets que garantem acesso livre também aos demais meios de transporte na cidade, como ônibus, monotrilhos, bondes e por aí vai. A dica é estudar a opção mais vantajosa de acordo com a sua viagem. Mas tenha em mente que é sempre melhor, financeiramente falando, comprar um ticket que dê acesso ilimitado ao transporte que você for utilizar com muita frequência do que comprar um bilhete separadamente cada vez que usufruir dele.

Para saber mais sobre cada ticket que você pode adquirir para usar o transporte em Paris, sugerimos este artigo do blog Viaje na Viagem, do Ricardo Freire: “Transporte em Paris: ticket t+ x Mobilis x Paris Visite x Navigo”.

3. Insira o ticket no guichê

Próxima etapa: passar pelos guichês. Fique atento, pois há um orifício para inserir o ticket e outro onde ele é devolvido para você, após liberar a catraca. Isso porque os bilhetes são recarregáveis, então não é necessário jogar fora após a compra.

4. Descubra qual linha e sentido pegar

Pronto, agora você está oficialmente dentro da estação. O próximo passo é descobrir o seu destino: as linhas do metrô parisiense têm cores diferentes que auxiliam na identificação. Basicamente, o que você precisa saber é: qual linha pegar, em qual sentido ir e onde parar.

A linha você pode identificar pela cor. O sentido é identificado sempre pela última estação de cada linha. A linha amarela, por exemplo, pode ir na direção La Défense ou Château de Vincennes (as estações terminais de cada sentido). Você deve escolher a mais adequada de acordo com a sua parada. A partir daí, é só seguir as placas na estação.

É normal que, para chegar a um determinado destino, você tenha que pegar mais de uma linha no metrô. Se você está na linha amarela e precisa parar em alguma estação na rosa, por exemplo, é preciso identificar uma estação onde haja intersecção entre ambas. Na dúvida, pare na Les Halles, a maior da cidade.

Dica: estações de metrô próximas de pontos turísticos geralmente são bem fáceis de identificar. Além do nome da estação, elas têm escrito embaixo o nome da atração.

5. Pare na estação desejada

Há diversos tipos de veículos circulando pelas linhas de metrô de Paris, alguns são mais novos, outros antigos. Quando chegar ao seu destino, fique atento: nem sempre as portas abrem automaticamente. Nos vagões mais antigos, talvez você tenha que apertar um botão ou puxar uma alavanca para cima.

Se você não tem a mínima ideia de como é andar de metrô em Paris, vale a pena conferir este vídeo (bem poético) produzido pelo blog Conexão Paris.

Aplicativos essenciais para usar o metrô de Paris

Mesmo com todas as dicas acima, é melhor contar com a ajuda da tecnologia para andar de metrô em Paris. Nada contra o bom e velho mapinha. Inclusive, vale a pena pedir um nos guichês das estações de metrô para consultar a qualquer momento caso fique perdido em meio às linhas coloridas. Mas, com aplicativos de celular, fica bem mais fácil otimizar tempo e não se perder. Especialmente com alguns apps de localização.

Inicialmente, sugerimos que você tenha no celular o aplicativo da rede de transporte público de Paris, a RATP (este é também o nome do app). Ele mostra quais linhas pegar e onde parar do ponto onde você está ao ponto em que deseja chegar. Você pode fazer download dos mapas para usar offline, caso fique sem acesso à internet.

Outro aplicativo semelhante é o HERE WeGo, que opera da mesma forma. Ele mostra as linhas de metrô e indica em quais parar, inclusive offline. Por fim, outra sugestão é o app NextStopParis. Ele é focado especialmente nos pontos turísticos de Paris e indica como chegar até eles de onde você estiver, além de apresentar uma breve história sobre cada local.

Dicas de sobrevivência para andar no metrô de Paris

Usar o metrô de Paris é uma arte: não basta saber perambular entre as estações, é preciso também ficar de olho em algumas regrinhas de sobrevivência para não ter problemas. Veja, a seguir, as principais:

  1. Nas escadas rolantes, fique sempre à direita. A esquerda sempre deve estar liberada aos apressados que descem ou sobem correndo. Se você ficar no caminho, eles quase lhe atropelam.
  1. Se o vagão estiver muito cheio, não fique plantado em frente à porta enquanto as pessoas tentam sair em alguma estação antes da sua. Saia do veículo rapidamente e retorne de novo antes de soar o apito.
  1. Se alguém estiver vendendo tickets dentro da estação do metrô, desvie. Provavelmente é um golpe. Só compre nos guichês oficiais ou máquinas automáticas.
  1. Tome cuidado com os batedores de carteira. Qualquer desatenção dentro da correria da estação ou no vagão lotado pode resultar em um roubo.

Uma breve história sobre o metrô de paris

Centenário, o metrô de Paris atualmente transporta cerca de 1,4 bilhão de passageiros por ano. A história do Metropolitan da capital francesa tem origens parecidas com as de outros transportes subterrâneos famosos ao redor do globo, como o Tube de Londres. O projeto surgiu por conta da deterioração das condições de circulação na cidade, devido ao desenvolvimento dos automóveis.

O projeto inicial para as primeiras linhas subterrâneas surgiu por iniciativa do engenheiro viário Fulgence Bienvenüe e foi adotado pelo Conselho Municipal em 9 de julho de 1897. Um ano depois, iniciaram as primeiras obras. A linha 1 do metrô parisiense foi inaugurada no dia 19 de julho de 1900, em razão dos Jogos Olímpicos de Verão de 1900, que ocorreram no Bosque de Vincennes.

Os cidadãos rapidamente se apaixonaram pelo meio de transporte e, já em 1901, surgiram novos projetos de expansão. A ideia era que nenhum ponto da Cidade Luz ficasse mais distante do que 500 metros de uma estação de metrô. A realidade atual é concretização de um projeto inovador que deu muito certo.

E aí, conseguiu entender como andar de metrô em Paris? Gostou de saber um pouco mais sobre a história desse meio de transporte enraizado na cultura da cidade? Tem mais alguma dica a compartilhar? Comente. 😉

Texto: Rafaela Kich, Mapa do Mundo


Deixe uma resposta