O que fazer em Porto: 4 atrações encantadoras

Se você está montando um roteiro em Portugal e ficou em dúvida sobre o que fazer em Porto, ou mesmo se vale a pena incluir o município na sua viagem, encontrou o artigo certo. Nós temos a resposta: sim, a segunda cidade mais populosa do país merece uma visitinha. Ela é charmosa, romântica, repleta de atrações turísticas e muito vinho. 🍷

Porto é simplesmente a cidade que deu nome a Portugal, que antigamente se chamava Portus Cale. Mas o que realmente faz valer a visita até lá? Provavelmente os contrastes de uma metrópole que preserva um centro histórico classificado como Patrimônio Mundial pelo Unesco, com belas pontes, um estádio apaixonante e gastronomia vasta.

Então, preparado para descobrir algumas das principais atrações do Porto? 😉

Porto
Vista da Ponte D. Luís e do Rio Douro é apaixonante. Foto: iStock, Getty Images

Descubra o que fazer em Porto

Ao desembarcar em Porto, você vai constatar que opções de passeios não faltam por lá. Veja, abaixo, quatro alternativas de lugares que nós já visitamos e recomendamos:

Estação São Bento

Se você chegar a Porto de comboio, vindo de outras cidades lusitanas, provavelmente já vai desembarcar em uma Estação Ferroviária que é um ponto turístico à parte. A sensação para quem chega na São Bento é a de estar desembarcando de um trem como em um filme do Harry Potter: toda a estrutura é histórica e há um enorme relógio para situar os viajantes.

Mesmo que você não chegue ao Porto de comboio, vale a pena fazer uma visitinha ao local e contemplar sua arquitetura de influência francesa e os famosos azulejos que retratam momentos da história de Portugal. A estação São Bento funciona desde 8 de novembro de 1896 e fica no Centro Histórico do Porto.

Livraria Lello & Irmão

Lello
A fachada da belíssima Livraria Lello. Foto: Rafaela Kich/Arquivo Pessoal

Já que estamos falando de Harry Potter, vale citar aqui mais um ponto turístico essencial para quem é fã da saga: a Livraria Lello & Irmão, uma das mais bonitas do mundo. O edifício em estilo neogótico foi fundado nos primórdios do século 20 por iniciativa dos irmãos José e Antonio Lello.

Mas o que essa livraria tem a ver com Harry Potter? Desde 1906, ela recebe a visita de famosos escritores – incluindo J.K Rowling, que já morou no Porto. A autora teria se inspirado na bela escadaria Carmim da Lello para descrever trechos do livro. Ao chegar lá, você vai perceber que o local é realmente poético.

Dica: Para entrar na Lello, é preciso desembolsar 3 euros. Mas, se você achar algum livro interessante por lá, esse valor pode ser abatido como desconto na compra do exemplar. Vale a pena 😉

Ponte de D. Luís

Ponte
A charmosa Ponte de D. Luís. Foto: Rafaela Kich/Arquivo Pessoal

Cartão-postal do Porto, a Ponte de D. Luís é um dos pontos turísticos mais notáveis da cidade. Construída entre 1881 e 1888, ela faz uma ligação entre ela e o município de Vila Nova de Gaia (onde ficam as fábricas de vinho), separadas pelo Rio Douro. Seja para atravessá-la e fazer uma degustação ou simplesmente para contemplar a região da Ribeira, a mais bela e histórica da cidade, uma visitinha até lá é indispensável.

Estádio do Dragão

Estádio do Dragão
O tour pelo Estádio do Dragão te leva a todos os cantos desse templo do esporte. Foto: Rafaela Kich/Arquivo Pessoal

Porto é uma cidade de apaixonados por futebol. Se você também adora o esporte, não deixe de fazer uma visita ao Estádio do Dragão, casa do Futebol Clube do Porto. Completamente moderno, ele foi inaugurado em 2003 e tem capacidade para 50.035 espectadores.

Se você pegar o metrô, é bem fácil chegar lá: há uma estação identificada com o nome do estádio, que faz você sair bem ao lado dele. Nós optamos por desembolsar 15 euros (algo em torno de 55 reais) para fazer uma visita guiada pelo estádio e pelo Museu do FC Porto – ainda dentro do estádio. O investimento é alto? Sim. Mas vale muito a pena.

Com o guia falando em português, fica fácil entender cada detalhe sobre a história do estádio. Você percorre os vestiários e pode até conhecer a ala mais ilustre do local, de onde os dirigentes têm uma visão panorâmica do jogo lá do alto. Eu tive a oportunidade de sentar na cadeira de número 22, a do presidente do clube, Jorge Nuno Pinto da Costa (ele é adorado pelos torcedores).

O Museu também é um espetáculo, você vai passar pelo menos duas horas nele. A área é enorme e conta detalhe por detalhe da história do FC Porto, através de painéis luminosos e interativos, troféus, estátuas dos jogadores, vídeos animados e até um holograma do presidente. É realmente grandioso e de arrepiar até mesmo quem não é apaixonado pelo clube.

O que fazer em Porto? Aproveite a gastronomia

Assim como no restante de Portugal, o Porto não decepciona quando o assunto é gastronomia. Quando estiver por lá, não deixe de aproveitar para provar algumas comidas típicas de Portugal, especialmente os frutos do mar. Que tal experimentar um bacalhau? Já para comer um Pastel de Nata e tomar um café à tarde, sugerimos o histórico Café Majestic – ele funciona desde 1921.

Mas há outra comida típica, na verdade um lanche, especialmente típico do Porto (nós só encontramos lá mesmo, em nenhum outro lugar de Portugal ele apareceu): a francesinha. Trata-se de uma espécie de sanduíche, mas que leva linguiça, salsicha fresca, fiambre, carnes frias, bife e um ovo por cima! Achou gordo? Ele ainda vem com batatas fritas.

A Mirella e o Rômulo, do canal Travel & Share, visitaram o Porto recentemente e provaram a francesinha. Se quiser ver como é o prato, dê uma espiada no vídeo abaixo.

E aí, descobriu o que fazer em Porto? Gostou das dicas do artigo? Tem algo a acrescentar? Comente! 🙂  

Deixe uma resposta