Descubra o que fazer em Praga: dicas para o seu mochilão

Se antes o leste europeu era considerado um destino exótico para os viajantes, hoje a história é outra. Por ser uma cidade repleta de pontos turísticos monumentais, descobrir o que fazer em Praga não é tarefa difícil. Não é à toa que hoje ela entra no roteiro da maioria dos mochileiros que vão explorar o velho continente.

Tudo em Praga é deslumbrante. Na capital da República Checa, as atrações são inesgotáveis – e a maioria delas fica nas ruas mesmo. A cada esquina, você vai descobrir novas praças, pontes e construções que misturam estilos como barroco, rococó, neoclássico e gótico – em contraste com prédios completamente modernos.

Em poucas palavras, Praga é um tesouro de cidade. A seguir vamos mostrar tudo o que há para fazer lá. 💖

Praga
Praga: uma das cidades mais belas e baratas de toda a Europa. Foto: iStock, Getty Images

O que fazer em Praga: 4 atrações essenciais

Em Praga, a maioria das atrações de se concentra no centro da cidade, entre o Castelo de Praga (a oeste) e o entorno da Cidade Velha, Staré Mesto. Difícil resumir uma capital inesgotável apenas em alguns pontos turísticos. Mas estes quatro simplesmente não podem faltar no itinerário:

1. Praça Venceslau (Václavské náměstí)

Praça Venceslau
Praça Venceslau: charme em Praga. Foto: iStock, Getty Images

No coração de Praga, a Praça Venceslau é um importante ponto da cidade. É nela que os cidadãos se concentram para protestar ou celebrar ocasiões importantes, como foi o caso da queda do comunismo, em 1989. Nela também ficam um monumento em homenagem ao São Venceslau e o Museu Nacional, que abriga coleções de arqueologia e mineralogia.

Por lá, você também encontra opções de restaurantes e lojinhas de souvenirs.

2. Ponte Carlos (Karlův most)

Ponte Carlos
Ponte Carlos é símbolo de Praga. Foto: iStock, Getty Images

Certamente é a ponte mais famosa da capital. Ela é que conecta a cidade antiga com o distrito do Castelo de Praga, estrutura de pedra erguida na metade do século 14. Atravessá-la é como se transportar para a Idade Média: nos dois lados do percurso, ainda é possível observar duas imponentes estátuas do século 18 e duas torres enormes.

Se você passar pela ponte durante o dia, vai encontrar vários artistas de rua vendendo trabalhos ali. Já se visitar o local à noite, poderá contemplar uma atmosfera diferente: o Castelo fica mais assustador. Vale a pena experimentar o passeio em horários distintos.

3. Bairro judeu (Josefov)

Prague, Czech Repubic - May 21, 2011: Staronova synagogue in Prague. It is the oldest active synagogue in the Europe. It was built in 1270. Previous it was named the New or Great Synagogue and later, when newer synagogues were built in the 16th century, it became known as the Old-New Synagogue.
Bairro judeu: história e charme em Praga. Foto: iStock, Getty Images

Na cidade antiga, fica o Josefov – bairro judeu de Praga. Sua rua principal é chamada de Pařížská. Bem conservada e repleta de butiques, ela realmente se parece com a Champs-Élysées de Paris. Quando estiver nas redondezas, vale aproveitar para visitar também o antigo cemitério judeu e as sinagogas.

4. Igreja de Loreto (Loreta)

Igreja de Loreto
Igreja de Loreto tem carrilhão de 30 sinos. Foto: iStock, Getty Images

Pertinho do Castelo de Praga fica a Igreja de Loreto, com uma bela arquitetura de estilo barroco. Além de ter sido um dos mais importantes centros da peregrinação cristã do Reino da Boêmia, esse templo é famoso por suas belas pinturas, por abrigar várias obras de arte e um carrilhão de impressionantes 30 sinos.

A Igreja foi construída entre 1626 e 1631, a pedido da Baronesa Bénigne-Catherine de Lobkowitz, e reproduz as características do santuário de Nossa Senhora do Loreto de Praga, na Itália.

Turismo em Praga não pesa no bolso

Praga, além de ser uma das cidades mais belas de toda a Europa (isso é unanimidade entre os viajantes que exploram o velho mundo), também é uma das que menos pesa no bolso. 

O site Numbeo indica que, para ficar um mês na cidade, você gastaria cerca de R$ 1,620.95 – incluindo despesas com transporte, alimentação e moradia. Mas não se iluda: a maioria dos turistas também sabe que Praga é um destino bonito e barato. Procure reservar hotéis com antecedência e em regiões levemente afastadas do centro para fugir das multidões (e preços altos).

Aqui perto, uma outra cidade também merece a sua visita: Budapeste, na Hungria, outra capital europeia barata, com ótimas cervejas, bela arquitetura e uma rica história.

E aí, curtiu as dicas sobre o que fazer em Praga? Quais lugares você quer visitar na cidade? Faltou na lista algum ponto turístico essencial? Comente. 😉


1 COMENTÁRIO

  1. […] Capital da República Checa, Praga é um dos centros urbanos europeus indicados para quem gosta de riqueza arquitetônica e vida cultural. Situada às margens do rio Vltava, a capital também conhecida como “Cidade das cem cúpulas” junta as duas melhores coisas de se viajar às cidades do leste europeu: é muito mais barata do que as capitais do oeste e é tão turística quanto. […]

Deixe uma resposta